Travelex Bank
  • flag br
  • flag usa

Acesse seu Internet Banking

Acesse o nosso Internet Banking e faça suas operações de câmbio online.

Selecione o tipo de conta

Cartão Corporativo

Veja o saldo e extrato do seu cartão corporativo

SALDO E EXTRATO

Brasil fora da reunião do Grupo dos Sete

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
carregandoLoading...
Brasil fora da reunião

3 min de leitura

Por: Travelex Bank • 1 Jun

Travelex Bank, o seu banco câmbio!

Brasil fora da reunião; Bolsas asiáticas fecham em alta; Europa e futuros de NY recuam

Resumo de mercado

BRASIL
08:00 
FGV: IPC-S – Mai
08:25 BC: Boletim Focus – Semanal
10:00 IHS Markit: PMI industrial – Mai
15:00 Economia: Balança comercial – Mai

E.U.A.
10:45 
IHS Markit: índice dos gerentes de compras (PMI) da indústria (final)
– Mai
11:00 ISM: Índice de atividade industrial – Mai
11:00 Deptº do Comércio: Investimentos em construção – Abr
12:00 IHS Markit/JPMorgan: Índice de gerentes de compras (PMI) industrial global – Mai

EURO
Sem destaques

ÁSIA
20:00 Coreia do Sul: 
Bok: Produto Interno Bruto (PIB) final – 1º Tri

BRASIL
Brasil está fora da reunião do Grupo dos Sete, organizada pelo presidente dos Estados Unidos
Por Pedro Molizani – Trader Mesa de Câmbio Travelex Bank

Brasil fora da reunião, e o xadrez diplomático referente à política externa do governo Bolsonaro tem se mostrado inócuo. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu adiar a reunião do Grupo dos Sete que aconteceria no fim de junho para, pelo menos, setembro. O presidente da maior potência do mundo, anunciou que irá convidar novos quatro países: Austrália, Coreia do Sul, Índia e Rússia. Desse modo, os convidados irão se juntar aos membros originais do G7 que são Alemanha, Canáda, Japão, França, Itália, Reino Unido e EUA. A ausência do Brasil gerou espanto para alguns indivíduos.

Dados do Banco Mundial mostram que a economia brasileira é a nona maior do mundo, o que significa que o país está à frente de muitas nações convidadas para se juntar à mesa do Grupo dos Sete, como a Coreia do Sul e Austrália. Estar fora da lista também significa que a relação entre Washington e Brasília não está estreitada e não possui um nível de estratégia como verbalizado por membros do governo Bolsonaro. Por fim, em um ramo como a diplomacia, onde gestos e símbolos são tratados com altíssimo grau de precisão, a ausência do Brasil na lista feita por Donald Trump é, no mínimo, um sinal de descrédito.

Dirigindo-se à esfera política nacional, a voltagem da cena política subiu bastante nos últimos dias. O dia de ontem, foi marcado pelo confronto, ocorrido em São Paulo, entre manifestantes contra e pró Jair Bolsonaro enquanto o próprio presidente da República voltou a participar de atos marcados por faixas contra o STF.

Na esfera econômica, as atenções se voltam para a chance do fato de um possível impedimento de Jair Bolsonaro. Uma vez que o presidente está se aproximando do Centrão, para garantir sua governabilidade frente ao Poder Legislativo, a possibilidade de um eventual impeachment continua baixa. Em suma, apesar da baixa chance de saída do presidente do cargo que ocupa, é notável o desgaste político que está corroendo o Poder Executivo.

MUNDO
Bolsas asiáticas fecham em alta; Europa e futuros de NY recuam
Por Pedro Molizani – Trader Mesa de Câmbio Travelex Bank

Os índices futuros das bolsas de Nova York operam em baixa nesta manhã, revertendo ganhos de mais cedo, após relatos de que a China teria suspendido as importações de alguns produtos agrícolas dos EUA, incluindo soja, em meio às tensões entre as duas potências econômicas.

Às 7h26, no mercado futuro, Dow Jones caía 0,13%, S&P 500 recuava 0,21% e Nasdaq cedia 0,44%. As bolsas europeias e o euro reduziram ganhos, após a divulgação do PMI industrial da zona do euro, que subiu um pouco menos do que o esperado na leitura final de maio. Um feriado fecha os mercados hoje na Alemanha.

Às 7h26, a Bolsa de Londres avançava 1,19% e a de Paris se valorizava 1,24%. Do outro lado do globo, as bolsas asiáticas fecharam em alta significativa nesta segunda-feira, reagindo com alívio aos anúncios do fim da semana passada do presidente dos EUA, Donald Trump, que foi menos agressivo do que se esperava com a China em meio às tensões em torno de Hong Kong, e na esteira de dados mostrando recuperação do setor manufatureiro chinês após o choque do coronavírus.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 2,21%. Em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 3,36%. No Japão, o Nikkei se valorizou 0,84%, enquanto o sulcoreano Kospi teve ganho de 1,75% em Seul, após a empresa biofarmacêutica Celltrion anunciar resultados positivos de um possível tratamento para a covid-19 e sua ação saltar 6,56%.

Na Oceania, o S&P/ASX 200 avançou 1,10% em Sydney.

Compartilhe esse post.

Preencha seus dados e receba as novidades do Travelex Bank

Travelex Bank

Somos o primeiro banco do país a operar exclusivamente em câmbio, aprovado pelo Banco Central do Brasil. Segurança, confiabilidade e conveniência são nossos diferenciais. No Travelex Bank, geramos negócios rentáveis e de valor.

Travelex Bank

Somos o primeiro banco do país a operar exclusivamente em câmbio, aprovado pelo Banco Central do Brasil. Segurança, confiabilidade e conveniência são nossos diferenciais. No Travelex Bank, geramos negócios rentáveis e de valor.